Movimento responsabiliza deputado Girão por tentar tirar empresa das obras da nova Barra de Santana

barra1

Em reunião na noite desta quinta-feira (27), moradores de Barra de Santana, distrito rural de Jucurutu, responsabilizaram o deputado federal General Girão de estar articulando junto ao DNOCS a substituição do Consórcio EIT-Encalso por outra empresa que, segundo o Movimento dos Atingidos pela Barragem de Oiticica, não oferece as mesmas condições técnicas da EIT.

A reunião aconteceu na capela da comunidade e reuniu dezenas de moradores que demonstraram revolta com a postura adotada pelo deputado. Segundo os próprios moradores, esteve antes do Carnaval visitando a obra da Barragem de Oiticica, e apenas se reuniu com representantes das empresas, autoridades do Judiciário, prefeito de Jucurutu e o secretário de Recursos Hídricos do RN, deixando de lado qualquer diálogo com os moradores e a Comissão do Movimento.

De acordo com José Procópio de Lucena, técnico do SEAPAC e assessor do Movimento dos Atingidos, na reunião de hoje ficou acertado que se o consórcio EIT/ENCALSO for afastado da construção da nova Barra de Santana o movimento vai parar o complexo Barragem de Oiticica por tempo indeterminado.

“Será parado tudo. O movimento exige que o deputado Girão e o DNOCS expliquem as razões para o afastamento do consórcio EIT/ENCALSO. O movimento defende a permanência do Consórcio EIT/ENCALSO na construção da nova Barra de Santana”, explicou.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Rolar para cima