Bolsonaro retira condecoração de pesquisador contrário ao uso da cloroquina para Covid

Presidente Jair Bolsonaro
Pesquisador da Fiocruz, Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda coordenou estudo no Amazonas. Bolsonaro costuma defender remédio comprovadamente ineficaz contra Covid.

 

O presidente Jair Bolsonaro retirou nesta sexta-feira (5) a Ordem Nacional do Mérito Científico concedida nesta quinta (4) ao pesquisador Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda. A decisão foi publicada no “Diário Oficial da União”.

A ordem foi criada em 1993 para “condecorar personalidades nacionais e estrangeiras que se distinguiram por suas relevantes contribuições prestadas à Ciência, à Tecnologia e à Inovação.”

Pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Marcus Vinícius Guimarães de Lacerda coordenou o estudo no Amazonas que concluiu de forma contrária ao uso da cloroquina para a Covid-19. Lacerda também se manifestou abertamente contra o uso do medicamento e foi vítima de ameaças.

Bolsonaro costuma defender o uso da cloroquina contra a Covid, mas estudos científicos já comprovaram a ineficácia do medicamento para a doença.

Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) também já reconheceu a ineficácia da cloroquina; a Associação Médica Brasileira (AMB) diz que o uso do medicamento para Covid deve ser banido; e a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), que a cloroquina não tem efeito para a doença.

No ano passado, especialistas de diversas universidades brasileiras, entre eles Lacerda, chegaram a divulgar uma nota na qual afirmaram que o governo federal não pode submeter a população ao “risco adicional de um tratamento sem garantias de segurança e eficácia”.

No mês passado, a CPI da Covid no Senado aprovou o relatório final. Entre outro pontos, a comissão concluiu que o governo fez — e segue fazendo — propaganda de medicamentos ineficazes para a Covid.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima