André Mendonça é aprovado para vaga no Supremo Tribunal Federal

unnamed (4)

Por 47 votos a 32, o Senado Federal aprovou a indicação do ex-ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça, para a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

O nome dele foi sugerido pelo presidente Jair Bolsonaro, mas antes da aprovação Mendonça teve que provar estar apto ao cargo. “É importante nós entendermos que estamos num processo em que só podemos olhar pra frente em relação à democracia. Não podemos dar passos atrás e esse é meu compromisso”, salienta Mendonça.

André Mendonça é apontado como o político mais religioso da equipe de Bolsonaro. O agora ministro do STF também é pastor de uma igreja evangélica em Brasília, mas afirmou que disse ao presidente não poder defender apenas pautas cristãs na Suprema Corte.

Antes da votação em plenário, André Mendonça também se submeteu a uma votação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal. Para ser aprovado, o ex-ministro de Bolsonaro precisava de pelo menos 14 votos favoráveis. O resultado final foi 18 votos favoráveis e 9 contrários.

A relatora da sabatina foi a senadora Eliziane Gama, do Cidadania do Maranhão. “André Mendonça respondeu dentro da perspectiva do que era esperado. Na verdade, respondeu a todas as perguntas, algumas polêmicas que estavam dentro da linha discutida pela sociedade brasileira do ponto de vista religioso, fez enfrentamento com total tranquilidade”, afirma a parlamentar.

Apesar da aprovação, Mendonça teve de esperar quatro meses para a sabatina. Esse foi o maior tempo de espera que um indicado do presidente se submeteu.  Para o cientista político Thiago Monteiro, a sabatina demorou por falta de articulação política do presidente Jair Bolsonaro dentro do Congresso Nacional.

Segundo ele, foi necessário se aproximar do Centrão para pressionar os demais parlamentares. “Perdeu o time. Começou o governo com um discurso e depois veio com essa questão de negociação, de troca de cargos por acordo político. Então, volta àquela velha questão do governo de coalização que a gente vê desde a redemocratização do país”. André Mendonça deve assumir o cargo de ministro da Suprema Corte nos próximos dias.

 

Rede de Notícias Regional

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima