Movimento de Educação de Base (MEB)

A contribuição do Movimento de Educação de Base para a Rádio Rural de Caicó não privilegiou somente a cidade, como também muitas áreas rurais da região do Seridó. O Movimento esteve presente na programação da Rádio cinco meses após sua inauguração em maio de 1963 e perdurou por mais duas décadas, o que contribui para fomentar a ideia de que ambas possuíam a mesma personalidade voltada para a educação popular. Não é a toa que a Rádio Rural de Caicó também foi chamada informalmente de “Rádio MEB”. A missão educativa através da Emissora foi promissora para o MEB, mas também desafiadora. Durante o tempo de atuação do programa, estudos de área mostraram que as secas que assolavam o Seridó eram um problema a ser enfrentado pelo sertanejo, porque prejudicavam a agricultura, a alimentação e muitos fatores que implicaram diretamente na educação.

Durante o tempo em que o Movimento ficou ativo na Rádio Rural houve inúmeras mudanças que caracterizaram a Emissora. O programa de educação de base produziu materiais de suporte na alfabetização, como por exemplo, cartilhas, no entanto, muitas dificuldades foram enfrentadas, sobretudo porque foi nesse momento em que houve grande crise financeira do programa e da demanda das cartilhas, com cortes orçamentários responsáveis pela política hegemônica do governo militar. Além do pouco apoio dos militares, o MEB teve que mudar alguns aspectos do seu método, sobretudo se tratando de transmitir aos alunos/ouvintes as noções que envolvem o conceito de conscientização, bastante criticado desde o golpe em 1964.

Com as mudanças no Movimento dentro do regime militar, as Escolas Radiofônicas passaram a ser chamadas de Cursos Radiofônicos. Foi nesse contexto que surgiu o Supletivo Dinâmico. O Supletivo, naquele momento, foi responsável por transmitir a educação equivalente aos primeiros anos do ensino básico destinado para jovens e adultos através do rádio. Essa segunda fase do MEB Caicó durou aproximadamente uma década, correspondendo aos anos 1970. Foi nela também que as aulas radiadas tomaram um caráter mais disciplinador, voltado para o corporativismo e menos voltado para a construção de uma conscientização e sociabilidade dos alunos.

No entanto, ao longo das aulas radiadas pela Rural de Caicó, o Movimento não perdeu sua essência e conseguiu proporcionar, além da alfabetização dos sertanejos, educação para a saúde; para a agricultura; noções de higiene; diversos cursos como: cabeleireira; cozinheira; corte e costura. Também instruiu os alunos/ouvintes para a politização e a evangelização através dos programas até o final da década de 1980.